Filosofia de Viagens

Aqui encontram-se postagens de vários assuntos, escritos durante a viagem de 205 dias. Alguns estão intimamente relacionados às viagens, outros nem tanto, mas cuja inspiração veio de situações vividas durante a imersão de diferentes culturas e paisagens, além do conhecimento adquirido por leituras e experiências no dia a dia.


1) Dança lenta - através do poema "Dança Lenta", esta é uma pequena reflexão da transitoriedade da vida, estimulando a pensarmos em viver mais o presente, o caminho, através de melhores decisões na nossa viagem.

2) Viagem solo: os prazeres de viajar sozinho - Considerações e reflexões sobre uma viagem solo, e possíveis descobertas que podem ser proporcionadas para sua existência.

3) Turismo de culpa: as garras da indústria do turismo de massa - Uma reflexão das nossas viagens de culpa, alimentadas pela indústria do turismo. Conscientes ou inconscientes?

4) O viajante durante a viagem: o elemento esquecido - Reflexão de como nós mesmos interferimos em nossas expectativas das viagens presentes.

5) A expressão dos locais na viagem: tempo e espaço - Pensamentos de como a expressão dos locais modifica-se no tempo e espaço.

6) Investimento: uma viagem lenta? - Reflexão entre o investimento e uma viagem lenta, e como você adquire liberdade financeira a partir dele.

7) O relativismo cultural como sanção para incoerentes tolerâncias sociais - Reflexão sobre o relativismo cultural na relação da religião com a mulher e outras situações, como sistemas de castas e infanticídio indígena.

8) Esportes radicais e o culto da emoção - Como os esportes radicais atuam no culto da emoção humana e a seletividade na atitude passiva e ativa em cada praticante.

9) Os nobres desafios - Como as grandes cordilheiras no Nepal podem estimular nosso autoconhecimento e novos desafios em nossa existência!

10) A saída da zona de conforto - Como uma viagem nos ajuda a sair da zona de conforto e nos traz uma possível liberdade de uma irrecuperável decisão?

11) Ciclos e procrastinação - Como o conceito de ciclicidade, fornecido pelo calendário, pode nos prejudicar levando à procrastinação.

12) 205 dias de viagemPensamentos e reflexões finais da viagem de 205 dias - Ásia e Europa. O equilíbrio entre o real e virtual, o Couchsurfing, a exposição no blog e os objetivos alcançados.

13) Socialismo e emoção - Reflexão sobre os motivos da dominância da mente socialista: infância cultural, baixo IDP ou ineficiência dos discursos liberais?

14) Por que viajar? - Impressões do meu grande amigo e xará sobre o prazer de viajar, sobre a necessidade de banir (eventualmente ou definitivamente) os padrões de nossa consciência.

Comentários

Postar um comentário

ofertas amazon

Leia também:

O adeus ao cartão Infinite, às "milhas aéreas" e a opção ao Nubank

Liberdade e poder: os direitos naturais de John Locke revisitados (1)

Porque abri uma conta no banco Inter e deixei de usar o Bradesco