black friday

Dança Lenta

O título desse blog foi claramente inspirado no poema transcrito abaixo. Nas referências em português, ele é atribuído a uma menina com câncer em estado terminal nos USA. Intrigado e cético que sou com lendas da internet, procurei outras referências e encontrei que essa informação é um hoax, criado inicialmente para arrecadar fundos para uma instituição através do envio de spams para estimular o compartilhamento de e-mails (1). Em sites mais confiáveis, a criação do poema é atribuída a David L. Weatherhead, psicólogo e escritor (2) e (3).

A verdade, porém, não tira a beleza da mensagem do poema, que nos provoca a reflexão sobre nossas prioridades no uso do tempo e incentiva-nos a apreciar prioritariamente a estrada, e não o destino. Não deixar de viver o presente na busca de uma realização futura. A fábula de Pedro e o fio mágico também ilustra bem essa mensagem (4).

E na profundidade dessas metáforas, a “dança” e a “viagem” remetem às nossas decisões traduzidas em ações, enquanto a “música” e a “estrada”, apresentam nosso tempo, nossa vida. Ainda não sou modelo perfeito nessas ações, mas estou melhorando… Vamos desacelerar um pouco?


Dança lenta (David L. Weatherhead)

Alguma vez você já viu crianças brincando de roda?
Ou ouviu o som da chuva batendo no chão?
Já seguiu o vôo errático de uma borboleta?
Ou olhou para o sol dando lugar à noite?
É melhor desacelerar; não dance tão rápido.
O tempo é curto e a música acaba.
Você passa batido por cada dia?
Quando você pergunta: como vai você?, ouve a resposta?
Quando acaba o dia, você se deita em sua cama
Com a próxima centena de tarefas percorrendo sua cabeça?
É melhor desacelerar; não dance tão rápido.
O tempo é curto e a música acaba.
Alguma vez disse a seu filho, pode ser amanhã?
E, na sua pressa, percebeu a tristeza em seu rosto?
Já perdeu contato e deixou morrer um amigo
Porque nunca teve tempo de ligar e dizer "oi"?
É melhor desacelerar; não dance tão rápido.
O tempo é curto e a música acaba.
Quando você corre para chegar a algum lugar
Perde metade da graça em chegar lá.
Quando se preocupa e atropela seu dia
É como um presente que vai pro lixo sem ser aberto.
A vida não é uma corrida. Vá devagar.
Ouça a música antes que ela acabe.

Você pode entender a motivação para eu ter escrito esse blog aqui.

E conhecer um pouco sobre mim aqui.


(1) http://www.truthorfiction.com/rumors/s/slowdance.htm
(2) http://en.wikipedia.org/wiki/Slow_Dance_(poem)
(3) http://www.tumblr.com/tagged/david-l.-weatherhead
(4) http://www.yogashala.com.br/yogashala/index.php?show=Artigos&id=36

Comentários

  1. André,

    Maravilhoso poema, tem tudo a ver com o que eu penso.
    Apesar de ter consciência do que foi apresentado nas linhas acima, ainda necessito de muito controle e disciplina para conseguir viver a maior parte do tempo no momento presente, que é o único que realmente possuímos.

    "É melhor desacelerar; não dance tão rápido.
    O tempo é curto e a música acaba."
    Até quando será que todos nós, enquanto sociedade, vamos continuar brincando de viver?
    Até a música acabar?

    Desacelerar em relação aos pensamentos.
    Desacelerar em relação ao consumo.
    Desacelerar em relação a acumulação de coisas (muitas delas poderiam ser até consideradas tralhas).
    Acho que essas 3 mudanças produziriam um efeito muito positivo em nossas vidas.

    Abraços!

    ResponderExcluir

Postar um comentário