Textual description of firstImageUrl

O politicamente correto e a igualdade que destrói as divergências

Defender a igualdade material prioritariamente à igualdade formal gerará apenas uma sociedade leviana, formada por indivíduos frágeis e intolerantes com o adverso.

Defender a igualdade material prioritariamente à igualdade formal gerará apenas uma sociedade leviana, formada por indivíduos frágeis e intolerantes com o adverso.


O termo igualdade vem sendo utilizado frequentemente em muitas demandas políticas e sociais. Esse conceito, porém, possui duas ideias bem definidas, e é preciso sempre ter em mente a qual tipo de igualdade nos referimos.

O primeiro significado trata-se da igualdade formal, que estabelece que todos nós, seres humanos, possuímos igualdade perante a lei, sem quaisquer benefícios ou penas por sermos alguém em específico, mas sim o direito de sermos julgados como um indivíduo incógnito e único. A igualdade formal possui força normativa pelo artigo 5° da Constituição, porém é constantemente violada na prática, e esta sim, deveria ser o objeto de grande defesa pela maior parcela da população.

Porém infelizmente, a igualdade que está na moda e nos discursos dos "progressistas" percorre o conceito da igualdade material (ou substancial), onde todas as pessoas deveriam ter direito aos mesmos recursos e convergir para um mesmo ideal de satisfação, mesmo que possuam aspirações e motivações divergentes. Já explicamos anteriormente o porquê da igualdade material ser imoral, além de ser uma impossibilidade prática.