Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2014
ofertas de lancamentos

A transferência de responsabilidades e a aplicação moral da nova ética

Imagem
As atitudes em tempo atuais revelam uma alteração moral e a promoção de uma nova ética, onde a responsabilidade pessoal não se faz mais presente.
É evidente, ano a ano, um retrocesso na concepção de ética da maioria das pessoas, que, por consequência, termina por refletir-se em seus comportamentos morais. E uma de suas revelações mais funestas é a negação pelas pessoas da própria responsabilidade nos resultados de suas próprias ações. Ao invés disso, tornou-se lugar comum a culpabilização de um fato, agente ou determinado contexto externo, para as supostas consequências de seu próprio ato individual. Ou ainda, ampliando-se essa conduta para defender suas teorias sociais, onde o obscuro ser chamado de "sociedade" carrega dentro de si, como Jesus, a culpa pelos pecados dos outros.

Esse tipo cada vez mais comum de atitude se multiplicou assustadoramente no Brasil recente, e as decisões que levam às essas ações são construídas com base em um mundo totalmente desabitu…

Política e corrupção: com o atual modelo mental estatista, há solução?

Imagem
A íntima conexão entre política e corrupção só poderá ser enfraquecida quando a mentalidade estatista for varrida do modelo mental da maioria da população.
Em comentários de postagens, em conversas e mesmo nesse blog, tenho enfatizado constantemente a relação da maciça influência do Estado em nossa vida, o que gera um notável e intrincado convívio entre a política e corrupção. Apesar de eu perceber tal relação - do Estado, do poder e da corrupção, uma manifestação tão evidente quanto óbvia, sou consciente de que faço parte da minoria da população, que vê o Estado como o grande provedor de suas necessidades e supressão de suas angústias. É primordial que tais correspondências sejam melhor elucidadas, ratificando a afirmação de que, quem luta por menos corrupção mas insiste em manter o Estado como uma força motriz na economia, defendendo suas políticas intervencionistas, tem grandes problemas no seu modelo mental de percepção de mundo. E as mais prováveis e evidentes consequências de su…

“Progressistas”, quais são afinal as causas da violência no Brasil?

Imagem
As causas da violência apontadas pela bandeira "progressista" pelo estado de selvageria no Brasil não se sustentam mais.
Não é novidade que o Brasil é um dos países mais violentos do mundo. Levantamento recente da ONU mostra que possuímos 11 das 30 cidades mais violentas do globo, sendo 7 na região Nordeste. Um número assustador. Existem várias formas de abordar as causas dessa situação. Sociólogos e cientistas sociais gastam fortunas do erário estatal para o financiamento de pesquisas e bolsas de pós-graduação para estudar o problema. Pelo visto não temos tidos bons resultados. O Brasil segue sendo o país que debate, debate, debate mas não sai do lugar. Pior: situações que são tão incontestáveis pelas estatísticas ainda seguem sendo um tabu. Errar é humano, mas persistir no erro é burrice, como diz um certo ditado. Mas os “progressistas” não são nunca capazes de admitir seus erros de análise.
Citei anteriormente que 7 das 11 cidades estão no Nordeste. Se acrescentarmos Belé…

Além dos 20%: a real taxa do desemprego e sua manipulação estatística

Imagem
A real taxa de desemprego no Brasil está acima de 20% e a manipulação dos dados através de supostas metodologias científicas impede que a maioria da população saiba a verdade.
No caminho para seu trabalho, de dentro do ônibus ou em seu carro, você para em vários semáforos. Em um deles vê pedintes. Em outro, jovens que “lavam” os vidros em troca de trocados. Na parada adiante, artistas de rua, cujo pequeno show é um convite a outra doação. Você, uma pessoa dotada de senso lógico, imagina como seria bom se houvesse oportunidades de emprego para essas pessoas, onde elas pudessem se desenvolver dignamente e ganhar seu próprio sustento. Mas para o IBGE não tem nada de errado. Essas pessoas não são consideradas desempregadas. A mesma situação ocorre com as pessoas que não aceitam trabalhar com carteira assinada para não perder o Bolsa-Família (sim, elas existem, pois já presenciei essa situação mais de uma vez). E o raciocínio também vale para aquela pessoa que faz bicos cortando a grama da…

A estratégia correta na realização de sonhos

Imagem
Como construir uma estratégia vencedora para atingir seus sonhos conquistando a sua independência financeira.
Exercer nossos sonhos talvez seja a atividade mais prazerosa que podemos praticar em vida. Principalmente quando colhemos essas realizações através de um cultivo cuidadoso. A construção dos sonhos, quando coordenada passo a passo, dia a dia, com corretas doses de diligência, atenção e carinho torna-se algo inerentemente seu, e por isso, muito especial. O Pequeno Príncipe já dizia: “Foi o tempo que dedicaste à tua rosa que a fez tão importante…”.
Deixarei aqui a poética prosseguir nessa ideia, sem vincular aqui conceitos de eficiência e gestão desse tempo…
Se a rosa é o sonho, o fim, vale a pena dedicar o tempo necessário para esse planejamento. Não atribuamos essa rosa, porém, aos meios para alcançar esses sonhos. Precisamos possuir uma estratégia onde o nosso tempo não seja concentrado no método, para dedicar-nos apenas ao seu fim. Um fim que pode possuir diversas facetas …

A batalha contra a hipocrisia em alguns momentos desse blog

Imagem
O combate à disseminação da hipocrisia e à ignorância nos debates resumidas em algumas postagens desse blog.
Hegel acreditava que o curso da história apresentaria uma evolução da razão, dentro de seu conceito da marcha do "espírito do mundo". Somos um autêntico produto de nossa época, mas muitas coisas que parecem evidentes para muitas pessoas não passarão pelo teste da história.  Assim sendo, acredito que, daqui a alguns anos, olhando para o retrovisor e analisando a época em que hoje vivemos no Brasil, concluiremos como existiram tantas certezas fundamentadas em bases tão débeis. Seja por falta de conhecimento, seja pela cega ideologia ou pela tão presente má-fé, essas certezas são propagadas aos quatro ventos como sendo verdades inabaláveis, influenciando pensamentos, atitudes e valores (Goebbels mostrou como usufruir vantagens desse recurso há quase 100 anos atrás). Contradições não impedem sua disseminação. Contradições são abrandadas pelo conceito de duplipensar, cria…
kindle