Kidle 100off

Dias 134 a 137 da viagem: Nha Trang, balneário "russo" do litoral do Vietnã

Relato de viagem à Nha Trang, no litoral do Vietnã, a grande presença russa, belas praias e uma aurora boreal?
Nascer do sol ao norte da cidade de Nha Trang

Relato de viagem à Nha Trang, no litoral do Vietnã, a grande presença russa, belas praias e uma aurora boreal?


A chegada na cidade a partir de Hoi An ocorreu durante o nascer do sol, antes das 6 horas da manhã, e percebemos in loco a diferente rotina de horário que os vietnamitas possuem em relação a nossa cultura ocidental. Eles acordam muito cedo e dormem bem cedo também. A praia é muito cheia no horário das 5 e meia da manhã até às 8:00hs, e volta a encher novamente após às 17:00hs. Fogem do sol, indubitavelmente. Quando acrescentamos o fato de que muitos se mumificam no dia a dia, usando máscaras no rosto e roupas compridas mesmo embaixo do sol, percebemos que existe talvez algo mais além do que simplesmente uma manutenção da saúde da pele.

Ouvi comentários (posteriormente confirmados) que aqui, assim como nos países mais a leste da Ásia, beleza significa pele clara, além de traduzir uma posição social melhor, em oposição às pessoas de pele mais escura que necessitam trabalhar dia a dia no sol. Totalmente diferente da cultura ocidental, onde um bom bronzeado é o desejo da maioria. Mais um dos grandes exemplos das diversidades culturais de cada região desse planeta Terra.

Relato de viagem à Nha Trang, no litoral do Vietnã, a grande presença russa, belas praias e uma aurora boreal?
Crianças brincando na praia ao entardecer
Se você procura uma bonita praia com águas e areias claras e uma excelente infra-estrutura de cidade grande no Vietnã, seu destino é Nha Trang. Novamente, o país surpreende pelo cuidado na manutenção das bonitas avenidas e jardins. A avenida Than Phu é um exemplo disso: 6km margeando as praias com bonitos boulevards com calcadões, parques e um agitado comércio e restaurantes. A praia é de tombo, com uma queda abrupta da profundidade: a menos de 10 metros da margem, já não dava mais altura para ficar de pé. Mas não existem quebras de ondas fortes e a corrente marítima é fraca, o que não a torna perigosa. No final da tarde, a caminhada na praia da região central, próxima à água, transforma-se em uma agradável dificuldade, necessitando de inúmeros desvios para não passar por cima da infinidade de crianças esbanjando felicidade nas suas margens. É uma diversão ver tanta alegria estampada em seus rostos.

Relato de viagem à Nha Trang, no litoral do Vietnã, a grande presença russa, belas praias e uma aurora boreal?
Vista da Baía do Rio Cai em Po Nagar Cham
A cidade oferece ainda algumas atrações para quem não quer ficar somente na areia. No lado oeste, existe uma bonita catedral, construída entre 1928 e 1933 em estilo gótico francês com lindos vitrais acima do altar, a menos de 1 km da região central. Caminhando mais  500m, chega-se a Pagoda Son Lao, construída no século XIX e cuja entrada e painel superior são adornados com mosaicos de vidros e cerâmicas. A pagoda fica ao lado de um monte que pode ser acessado por uma escada de 152 degraus para alcançar uma grande estátua alvíssima do Buda sentado sobre um botão de lótus. Ao redor da estrutura existem outras estátuas, incluindo um grande Buda deitado. A vista da cidade, porém, embora a altura seja privilegiada, é um pouco prejudicada pela vegetação ao redor. Ao norte da cidade, outros pontos visitados foram as torres Po Nagar Cham, construídas entre os séculos VII e XII AD, pela dinastia Cham e até hoje local de devoção budista. Encontramos muitas oferendas e orações ao redor da área, além de muitos artesãos locais, construindo quadros com imagens em areia e fiando tecidos. De quebra, o local permite uma bela visão da Baía do Rio Cai ao norte da cidade. 

Relato de viagem à Nha Trang, no litoral do Vietnã, a grande presença russa, belas praias e uma aurora boreal?
Uma das praias isoladas ao norte
Caminhando à leste e ao norte a partir desse ponto, encontramos praias mais isoladas e bonitas vistas próximas à projeções de granito que avançam ao mar (Hon Chong). Essa área é facilmente alcançada pela linha de ônibus número 04, que passava em frente ao hotel. Ela cruza a cidade de norte a sul e ajudou-nos a visitar também, agora na parte sul, o aquário municipal e o porto, sempre no conforto do ar condicionado. E diferentemente dos preços de ônibus no Brasil, aqui ele custa somente R$0,50. O aquário, embora não seja a oitava maravilha do mundo, é honesto, e mostra várias espécimes de peixes dessa região asiática, inclusive alguns pequenos tubarões e belíssimos corais.

Relato de viagem à Nha Trang, no litoral do Vietnã, a grande presença russa, belas praias e uma aurora boreal?
Noite em Nha Trang com cerveja muito barata
A noite de Nha Trang possui um certo agito. Muitos bares, muitos coloridos neons bem ao gosto vietnamita, além de cerveja barata. Na maioria dos lugares, as hostess saem no meio da rua para angariar novos clientes e preencher as mesas dos bares, cuja oferta é grande e faz com que cada turista seja uma particular mina de ouro, principalmente pelo fato de que não estávamos em época de alta temporada. Após o barzinho, existem nas ruas (como no resto do país) carrinhos de lanches (Bánh mì) onde por menos de um dólar podemos encher a barriga com uma baguetinha cheia de derivados de porco e vegetais. Nesse dia o segurança de uma loja estava ajudando a senhorinha a fazer os lanches. Surreal... O fato interessante na cidade é que a cidade é um dos principais destinos turísticos dos russos. Existem milhares deles, todos com cara de agente secreto. Menus nos bares e restaurantes estão escritos em inglês e em russo. Aqui eles dominam totalmente o turismo na cidade, fazendo com que os habitantes tenham de aprender tanto o básico em inglês quanto nessa linguagem.

Relato de viagem à Nha Trang, no litoral do Vietnã, a grande presença russa, belas praias e uma aurora boreal?
Aurora "equatorial"?
O ponto forte da visita em Nha Trang, entretanto, foi uma visão espetacular do céu enquanto caminhávamos pela praia durante o pôr do sol. De repente, quando o céu começou a escurecer, um show de luzes apareceu um pouco acima do horizonte, com nuances azuis, amarelos e avermelhados. Começou de forma tímida, mas depois ampliou-se e contrastou ainda mais com o escurecimento do céu. Não é um fenômeno comum por aqui, pois todos na praia pararam para observar e admirar. Uma certa reverência surgiu, pois eu nunca tinha visto nada parecido. Inconscientemente, sempre temos alguma reverência ao desconhecido, o que pode ser bom quando ela é preenchida com curiosidade e humildade, e não com medo e submissão… Eu não entendo de fenômenos atmosféricos, então, não sabia do que se tratava. Quando postei a foto no facebook, um amigo comentou que era uma aurora boreal (só que não “boreal” e sim “equatorial”). Até questionei, pois achava que isso ocorria apenas nos pólos, embora ele me garantiu que também pode acontecer próximo ao equador, o que confirmei posteriormente através de sites. Assim, a princípio, vou considerar que presenciei uma aurora “boreal” no Vietnã até que alguém venha cortar o meu barato :)

Mais fotos no Google+ no álbum de Nha Trang desse fenômeno e no Pinterest.


Comentários

kindle

Leia também:

O adeus ao cartão Infinite, às "milhas aéreas" e a opção ao Nubank

Liberdade e poder: os direitos naturais de John Locke revisitados

Porque abri uma conta no banco Inter e deixei de usar o Bradesco