Roteiro de viagem ao Sudeste Asiático e demais países da região

Roteiro Sudeste Asiático
O confuso roteiro no Sudeste Asiático
O roteiro no Sudeste Asiático sofreu alterações. O tirânico governo chinês impossibilitou minha viagem ao Tibete: as fronteiras da região estão fechadas ao menos até Abril. Sem garantias de abertura. É mais uma situação de uso do poder governamental contra as liberdades individuais de ir e vir das pessoas, em um claro exercício de manutenção de controle e dominação. Cuba e Venezuela são alguns dos representantes desse poder que não se sustenta por uma via racional. E a Argentina está no caminho. Tenho medo que nosso país acabe se embrenhando nesse mato também.

Enfim, essa situação abriu brechas para eu incluir um novo país na minha ideia original do roteiro geral: Filipinas. Assim, a programação para o Sudeste Asiático, baseada também na pesquisa das ligações aéreas entre as cidades, ficou dessa maneira:

1) Do Nepal vou a Bangcok, na Tailândia. Posso ficar alguns dias na cidade primeiro e depois ir ao norte à Chiang Mai. Ou fazer o inverso. O que é certo é que deixarei o sul para a parte final. Isso porque pretendo ir à Malásia por terra, chegando a Kuala Lumpur e conhecendo a cidade. O total de dias desse roteiro pelos dois países será de 30 dias, com uma ênfase bem maior na Tailândia.

2) De Kuala Lumpur eu vou por avião para a capital do Camboja, Pnoh Pehn, iniciando a viagem aos países que fazem parte de fato à denominação "Sudeste Asiático". Da cidade, faço um grande roteiro por terra até Siem Reap, Laos e litoral do Vietnã de norte a sul. Essa parte do roteiro, uma vez que será feito por terra e as viagens são longas, durará cerca de 45 dias.

3) Da cidade vietnamita de Ho Chi Minh viajo pelo ar para Jacarta, na Indonésia. Bali é um destino alvo também. Total no país: cerca de 15 dias.

4) De Jacarta vôo para Manila, nas Filipinas. Aqui devo ficar um pouco menos, de 10 a 12 dias.

5) De Manila, pego um avião até Hong Kong. Uma viagem à Macau está nos planos. Total de 5 dias.

6) De Hong Kong, vou a Cingapura, onde fico 4 dias.

7) De Cingapura, voo a Zurich e ficarei no sul da Alemanha uns dias com um grande amigo antes de voltar ao Brasil. Talvez façamos alguns tours pela região, vamos ver.

Não defini ainda os detalhes de cada roteiro, mas vou fazendo isso aos poucos, pesquisando nesse mundão on-line que temos hoje. Fico na corda bamba de escolher em gastar tempo com as pesquisas de lugares futuros ou aproveitar mais a viagem que estou no presente… Mas vamos optar pelo equilíbrio, que acredito que seja na maior parte das vezes, a melhor opção. Alegre


Roteiros precedentes:

Roteiro Grécia e Turquia
Roteiro Índia e Nepal

Para refletir um pouco durante o planejamento de sua próxima viagem, visite a página de Reflexões de Viagens.

Para encontrar os relatos da viagem aos países do Sudeste Asiático, clique no marcador correspondente na coluna lateral dessa página.


Comentários

  1. Que pena que o governo chinês impediu sua visita ao Tibete! Alguém deu alguma explicação sobre o impedimentos ou simplesmente fecharam as fronteiras sem deixar nenhum cartaz?
    Quanto ao Brasil, já deu para perceber que em breve estarão fechando as fronteiras para os próprios brasileiros. Só pensar nos bandidos que estão no poder...
    Nós acreditamos na punição dos mensaleiros e principalmente que seriam presos; aconteceu alguma coisa? Fomos contra a eleição de renan calheiros (em letras minúsculas mesmo) e estão todos aí rindo da nossa cara, por isso, o Brasil pode ficar pior que Cuba e Venezuela, porque eles não estão nem um pouco preocupados com o que pensamos ou o que queremos... Infelizmente, esta é a realidade!!!
    Boa Viagem!!! Aguardaremos notícias e que os próximos lugares tenham muitas coisas belas e relatos interessantes como todos que fez até agora, que nos remete um pouco a cada lugar que você visita!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Nina, a gente acaba tendo que aceitar a contragosto esse tipo de decisão. Falei com ao menos 4 agências de viagens e todos disseram a mesma coisa. Na net também encontrei as mesmas informações.

      Sim, eu acho que se o Brasil não mudar de rumo, vai definitivamente fazer parte da América bolivariana, distanciando-se do grupo de sul-americanos que vêm fazendo a coisa certa (México, Colômbia, Peru e Chile). Vão passar a perna na gente jajá!

      Bjus!

      Excluir
  2. André, essa história toda dá um belo livro!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Será Gi? Acho que tem que ter mais alguma coisa para despertar um interesse que leve a pessoa pagar para ler srsrsr

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Liberdade e poder: os direitos naturais de John Locke revisitados (1)

Porque abri uma conta no banco Intermedium e deixei de usar o Bradesco

"Dieta" paleo, low carb e jejum intermitente: minhas experiências